top of page

Como fazer uma boa pesquisa de mercado para qualquer projeto de marketing na Internet

Fazer pesquisa na Internet não é uma atividade que existe uma regra. Existem várias formas de se fazer pesquisa e cada um acaba desenvolvendo seu próprio modelo de buscar dados ao longo do tempo. MAS, se você quer começar, sabe da importância e não sabe por onde começar, vou mostrar um pouco como eu gosto de fazer e o que funciona para mim. O interessante de ver como pessoas diferentes trabalham é que você vai incorporando mais coisas ao seu processo e aperfeiçoando!


E por que é tão importante fazer uma boa pesquisa quando se trabalha com marketing? Mais do que nunca possuímos dados com fácil acesso. Quanto mais nos basearmos por fatos e não por achismos, mais nossa estratégia será assertiva e maiores as chances de realizar um bom trabalho. Vamos então para alguns passos que eu acredito que sejam essenciais:


1 - Fazer um bom briefing


Um trabalho não consegue ser bem assertivo se desde o começo não foi realizado o diagnóstico correto. Você pode até realizar um trabalho de pesquisa extenso e completo, mas se você não compreender bem seu cliente desde o início, todo seu trabalho vai por água abaixo.


Na Odisseia possuímos um modelo de briefing com perguntas que achamos essenciais, porém, mais importante que simplesmente responder perguntas é se conectar com seu cliente, compreender com profundidade suas necessidades. Muitas vezes é necessária uma reunião longa para realmente extrair tudo o que é necessário. Brincamos que essas reuniões são quase uma terapia de marketing!


2 - Realize as perguntas certas

Depois de coletar todos os dados possíveis do cliente, você precisa começar a se questionar sobre o que realmente o cliente precisa e o que vai ditar toda sua busca. Sair procurando sem rumo pode ser muito mais difícil. Por isso, todo trabalho precisa ter uma série de “questões-problema”. Não é a toa que essa é uma parte tão importante do TCC!


Ok, não estamos falando da mesma rigidez que um trabalho acadêmico, mas pode ter certeza que vai fazer toda a diferença no resultado final. É importante ressaltar que suas perguntas podem sofrer alterações ao longo do processo. É apenas um norte para que você saiba o que buscar e quais perguntas você irá responder para ajudar da melhor forma o cliente.


3 - Busque nos lugares certos da Internet

Na verdade, não existe apenas um lugar certo. Tudo, com certo cuidado, pode ser um material importante. Porém, quando você busca por fatos e dados mais concretos, dê preferência a portais e empresas que já possuem credibilidade. Alguns locais que eu gosto sempre de checar informações:



Além disso, cada perfil nas redes sociais acumulam diversas informações. Você consegue descobrir comportamentos do público só de acessar seu perfil no Instagram, por exemplo (podemos falar mais disso depois hehe). Tudo é dado e tudo pode ser aproveitado para insights





4 - Não se limite aos mesmo locais de busca na Internet

Mesmo tendo sempre algumas plataformas e empresas que eu gosto de saber o que eles estão falando, é bom não se limitar. Você pode acabar “viciando” sua linha de raciocínio e sempre acabar indo por caminhos semelhantes em todas as pesquisas. O ideal é que você realmente dedique um tempo para mergulhar no universo do cliente e buscar informações em fontes não convencionais.


Os portais de informação que você sempre acessa podem ser um bom ponto de partida, mas não fique apenas neles.


5 - Sempre contextualize sua pesquisa

É sempre importante, em qualquer pesquisa que você leia, trazer para o contexto do seu cliente. Muitas das fontes de informação, por exemplo, são pesquisas realizadas com o público americano ou europeu. Por mais que várias das informações possam ser aproveitadas, pois acabamos absorvendo muito dessas culturas, nem tudo pode ser tirado do contexto e aplicado ao Brasil, por exemplo.


Por isso também é sempre bom cada vez mais buscar estudos que digam respeito ao nosso país e até pensando nas diferentes regiões do país, que podem variar muito.


6 - Tenha um momento de reflexão para Insights

De nada adianta uma pesquisa completa e extensa se você não consegue tirar ideias novas de tudo isso. A pesquisa serve justamente para fomentar as ideias com mais assertividade. Use toda a profundidade de conhecimento que a pesquisa te proporcionou para justamente poder ter insights diferentes. Essa é a hora de exercitar toda sua capacidade criativa e de estratégia!





7 - Troque ideias e informações

Um trabalho de pesquisa se torna muito mais rico quando você troca ideias e informações. Sempre que possível, busque conversar com pessoas especialistas na área ou mesmo colegas de trabalho para te ajudarem a ter mais ideias. Muitas vezes as vivências e olhares das outras pessoas podem te fazer enxergar as coisas por uma perspectiva diferente, que sozinho você não conseguiria ver.


 

Agora você está mais do que preparado para arrasar nas suas pesquisas e entregar trabalho com mais assertividade para seus clientes. E não fique com medo! Pode parecer chato e trabalhoso demais, mas os resultados vão fazer valer a pena.


Se tiver qualquer dúvida, ou quiser fazer uma pesquisa bem profunda para seu projeto, fala com a gente!


Nosso insta é odisseia.lab e nosso e-mail é lab.odisseia@gmail.com

Comments


bottom of page